O Athletico Paranaense venceu a partida de ida da finalíssima da Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira (11), o Furacão enfrentou o Internacional e depois de um confronto disputadíssimo, vitória rubro-negra por um a zero, com Bruno Guimarães anotando o único gol da partida disputada na Arena da Baixada.

Créditos: Gabriel Machado/AGIF | Site CBF

Com o triunfo em casa o time de Tiago Nunes joga a partida de volta, na próxima quarta-feira, dia 18, por qualquer empate para conquistar o inédito título. Qualquer vitória colorada por um gol de diferença leva a decisão para as penalidades máximas.

Com mais de 70% de posse de bola na partida o Furacão foi melhor, criou mais possibilidades e fez o dever de casa, sempre propondo o jogo, jogando pra frente. Por outro lado, era evidente a postura defensiva do Internacional, que explorou os contra-ataques para levar perigo ao goleiro Santos.

O Furacão abriu o placar no período complementar através do garoto Bruno Guimarães, que aproveitou jogada de Marco Rúben para bater na saída do arqueiro Marcelo Lomba. O goleiro da equipe gaúcha ainda fez uma defesa milagrosa em linda jogada de Rony, que passou como quis pela marcação de dois adversários e finalizou.

Com a vantagem construída o rubro-negro administrou, enquanto o Internacional seguiu fechado aguardando o final da partida para não deixar a vantagem paranaense aumentar.

Athletico: Santos; Khellven, Léo Pereira, Robson Bambu e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Léo Cittadini (Thonny Anderson); Nikão, Rony (Lucho González) e Marco Ruben (Marcelo Cirino). Técnico: Tiago Nunes.

Internacional: Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenílson (Nonato), Patrick, D’Alessandro (Rafael Sóbis) e Nico López (Wellington Silva); Paolo Guerrero. Técnico: Odair Hellmann.

Público e renda: 39.772 total | R$ 2.685.790,00.