O domingo (18/8) foi com Sol e muiro quente em Pinhais, durante as provas da terceira etapa do Campeonato Curitibano de Velocidade no Asfalto 2019, com bons “pegas” no Autódromo Internacional de Curitiba (AIC). A etapa foi disputada por 80 carros, nas categorias Clássicos (Força Livre e Turismo Light), Turismo “A” e “C”, Marcas “A” “B”, Turismo “C”, com organização e promoção de Luciano Fracaro, da M&L Produções, patrocínio da Sudaseg Seguradora e supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

– Grids de largada –

Durante os Treinos Classificatórios que definiram os grids de largada, realizado no sábado (17/8), os cinco primeiros por categoria foram: Clássicos Força Livre: 1.º) Armin Kliewer (PR), 1min35s087; 2.º) Anderson Andrade (PR), 1min35s627; 3.º) Ademir Pardo (PR), 1min37s397; 4.º) Wanderlei Berlanda (SC), 1min37s427; e 5.º) Maurício Gaudêncio (PR), 1min39319. Clássicos Turismo Light: 1.º) Hamilton Morsch (PR), 1min52s257; e 2.º) Carlos Nodari (PR), 1min53s588. Turismo “A”: 1.º) Leonardo Kovalski (PR), 1min41s150; 2.º) Ike Bastos/Alexandre Bastos (SC), 1min41s499; 3.º) Stive Tokarski/Gustavo Magnabosco (PR/SC), 1min41s524; 4.º) Amauri Lisboa Jr/Fauto de Lucca (PR/SC), 1min42s096; e 5.º) Karl Rauscher (SC), 1min42s377. Turismo “C”: 1.º) Roberto Bonato/Evandro Maldonado (PR), 1min42s828; 2.º) Diego Lino (PR), 1min43s851; 3.º) Dela Coleta/Ricardo Pinheiro (PR), 1min44s744; 4.º) José Cavassim/Daniel Cavassim (PR), 1min44s786; e 5.º) Marcelo de Oliveira Filho (PR), 1min45s299. Marcas “A”: 1.º) Eduardo Pavelski (PR), 1min40s202; 2.º) Stive Tokarski/Gustavo Magnabosco (PR/SC), 1min40s206; 3.º) Rômulo Molinari/Alexandre Frankenberger (PR/SC), 1min40s211; 4.º) Marcelo Andrade/Ruslan Carta Filho (PR), 1min40s323; e 5.º) Gustavo Dal Pizzol (SC), 1min40s355. Marcas “B”: 1.º) Gefferson de Lima (PR), 1min41s239; 2.º) Antonio Carvalho (PR), 1min41s981; 3.º) Lúcio Seidel (PR), 1min42s696; 4.º) Samir Guimarães/Adriano Braz Neto (SC/PR), 1mim43s873; e 5.º) Cézar Martins (SC), 1min45s482. Turismo “B”: 1.º) Carlos Schilipack (PR), 1min41s786; 2.º) Luiz Nascimento/Henrique Basso (PR), 1min41s819; 3.º) Maycon Oliveira (PR), 1min42s212; 4.º) Mário Broering (SC), 1min42s471; e 5.º) Rafael Balestrin (PR), 1min42s502.

– Clássicos –

  A primeira prova das categorias Clássicos (Força Livre e Turismo Light), foi às 9h08 de domingo, com 11 participantes realizando uma corrida bem disputada nas duas categorias. Na largada, Armin Kliewer manteve a liderança, mas na primeira volta foi superado por Wanderlei Berlanada, que liderou até a terceira volta, seguido de perto por Armin Kliewer, Anderson Andrade, Maurício Gaudêncio e Admir Pardo. Na quarta volta Armin assumiu novamente a liderança para não mais perde-la e as demais posições ficaram inalteradas. Gilberto Carlassara teve problemas e nem largou e Hamilton Morsch quebrou na quinta volta. Ao fim de 18 voltas, vitória de Armin Kliewer, na Geral e na Força Livre, com tempo total de 29min23s208, seguido de Wanderlei Berlanda, a 0s495, Anderson Andrade, a 1s157, Maurício Gaudêncio, a 55s550 e Ademir Pardo, a 59s410. E na Turismo Light venceu Carlos Nodari, com 15 voltas no tempo de 29min27s215.

 Na segunda prova dos Clássicos largou as 13h22 de domingo, comArmin Kliewer largando na pole position e mantendo a liderança até a bandeirada final, seguido de perto no início por Anderson Andrade, Wanderlei Berlanda, Ademir Pardo e Maurício Gaudêncio. Hamilton Morsch abandonou a corrida com sete voltas e Carlos Nodari completou apenas 15 voltas, quando também teve problemas técnicos. Após 18 voltas, a vitória foi novamente de Armin Kliewer na Geral e na Força Livre, com o tempo total de 28min55s768, tendo Anderson Andrade em segundo, a 37s070, Wanderlei Berlanda em terceiro, a 49s475, Ademir Pardo em quarto, a 52s503, Maurício Gaudêncio em quinto, a 1min41s040, e, Gilberto Carlassara em sexto, a uma volta. E na Turismo Light, novavitória de Carlos Nodari, com 15 voltas no tempo de 29min47s843. A volta mais rápida das provas disputadas foi de Armin Kliewer, na 7.ª passagem primeira corrida, com o tempo de 1min35s477, à média de 139,322 km/h.

– Turismo “A” e “C”-

 Reunindo as categorias Terra Turismo “A” e Turismo “C”, primeira prova aconteceu às 10h05 de domingo, com 23 participantes, para 30 minutos mais duas voltas. Leonardo Kovalski que largou na pole position perdeu a liderança na primeira volta, para Alexandre Bastos, onde se manteve até a 12.ª volta, seguido de Leonardo Kovalski e Juca Lisboa. Na 13.ª volta, Leonardo Kovalski assumiu a liderança, mas na volta seguinte a perdeu para Juca Lisboa que recebeu a bandeirada final na primeira posição. Thiago Nagib, Marcos Prado e José Cavassim nem completaram uma volta. Karl Rauscher, Gedson Gonçalves, Jean Lima, Johnis Toniolo, Stive Tokarski e Cláudio Tucholski abandonaram no decorrer da prova. O Safety Car foi acionado três vezes para a retirada de carros acidentados. Depois de 17 voltas, vitória de Juca Lisboa na Geral e na Turismo “A”, com tempo total de 36min02s951, vindo a seguir Leonardo Kovalski, a 0s382, José Pederneiras, a 3s390, Roberto Bonato, a 3s622, e, Jorge Marques, a 4s087. Na Turismo “C” venceu Roberto Bonato com tempo 36min06s573, tendo Diego Lino em segundo, a 1s918, Marcelo de Oliveira Filho em terceiro, a 6s139, Dela Coleta em quarto, a 6s432, e, Guilherme Bianchini em quinto, a 8s594.

 Na segunda prova das categorias Terra também foi muito movimentada, indo à pista às 14h20, com boas disputas do início ao fim da corrida. Fausto de Lucca largou na pole, Mas foi superado por Leonardo Kovalski na primeira volta, caindo para o segundo lugar. Voltou à liderança na 17.ª volta, mas em disputa com Leonardo, os carros se tocaram e Fauto foi superado novamente por Leonardo Kovalski e Stive Tokarski. Alecsander Ramires e Jean Gans nem completaram a primeira volta e Diego Lino abandonou na nona volta. O Safety Car entrou novamente por duas vezes para a retirada de carros acidentados. Ao fim de 18 voltas, a vitória foi de Leonardo Kovalski na Geral e na Turismo “A”, com tempo total de 33min43s685, vindo a seguir Stive Tokarski, a 1s798, Fausto de Lucca, 1s841, José Pederneiras, a 2s739, e, Jorge Marques, a 3s160. Na Turismo “C”venceu Evandro Maldonado, com tempo de 33min50s121, tendo Ricardo Pinheiro em segundo, a 5s435, Cláudio Tucholski em terceiro, a 7s273, Marcelo de Oliveira Filho em quarto, a 7s418, e, Ângelo Marqueto em quinto, a 52s651. Alexandre Bastos marcou a volta mais rápida das provas disputadas, na 5.ª passagem da primeira corrida, com tempo de 1min41s600, à média de 130,925 km/h.

– Marcas –

 As categorias Marcas “A” e “B”, foram para a primeira corrida com 15 participantes, largando às 11h04 no domingo, realizando uma prova muito disputada nas duas categorias. O pole position Eduardo Pavelski se manteve na liderança até a terceira volta, mas foi superado por Davi Dal Pizzol na quarta volta. Mas na quinta passagem, Davi levou um toque involuntário do seu filho Gustavo, batendo no guard-rail na entrada do “Pinheirinho” e abandonou a corrida. Lúcio Seidel nem completou uma volta e os carros de Stive Tokarski, Guilherme Plaza, Alexandre Bastos e Davi Dal Pizzol abandonaram no decorrer da corrida. O Safety Car entrou duas vezes para a retirada de carros acidentados. Gustavo Dal Pizzol foi desclassificado por atitude antidesportiva contra o carro n.º 37, do seu pai Davi Dal Pizzol. Depois de 19 voltas, a vitória na Geral ena Marcas “A” foi de Eduardo Pavelski, com tempo total de 33min38s259, seguido de Alexandre Frankenberger, a 0s450, Rafael Bastos, a 2s084, e, Marcelo Andrade, a cinco voltas. Na Marcas “B” venceu Gefferson de Lima, com tempo total de 33min43s681, vindo a seguir Antonio Carvalho, a 10s445, Emerson Grochoski, a 13s591, Samir Guimarães, a 21s667, e, Cezar Martins, a 22s107.

 Na segunda prova das categorias Marcas “A” e “B”, que aconteceu às 15h18 também muito disputada, com os pilotos dando show na “briga” por posições na pista. Na largada, Eduardo Pavelski largou na pole position e manteve a ponta da prova, seguido de Rafael Bastos, Gefferson de Lima, Ruslan Carta Filho, Rômulo Molinari, Davi Dal Pizzol e Antonio Carvalho na primeira volta. Gustavo Dal Pizzol, Lúcio Seidel, Stive Tokarski e Cezar Martins nem completaram uma volta. Rodrigo Kostin, Davi Dal Pizzol, Guilherme Plaza e Ike Bastos abandonaram no decorrer da prova. Após 20 voltas, a vitória foi de Eduardo Pavelski na Geral e na Marcas “A”, com tempo total de 33min53s158, com Rafel Bastos em segundo, a 6s741, Ruslan Carta Filho em terceiro, a 16s363, e, Rômulo Molinari em quarto, a 24s994. Na Marcas “B” venceu Gefferson de Lima com tempo total de 34min18s962, seguido de Antonio Carvalho, a 7s116, e, Adriano Braz Neto, a 1min16s312. A volta mais rápida das duas provas realizadas foi de Rafael Bastos, na 2.ª passagem da primeira corrida, com o tempo de 1min40s758, à média de 132.019 km/h.

– Turismo “B” –

O fim de semana foi de domínio total de Caca Schilipack, que marcou a pole position e venceu as duas corridas da Turismo “B”. Na primeira prova, que aconteceu às 12 horas de domingo, com 30 participantes, Caca Schilipack largou na frente e manteve a liderança, seguido de perto por Luiz Nascimento, Mario Broering, Rafael Balestrin, Emerson Szwed e Naor Petry. Octávio de Oliveira nem completou uma volta e José Renato Moraes, Marlon Rodrigues, Roberto Barbosa Jean Moraes e Naor Petry abandonaram no decorrer da corrida. A prova foi interrompida duas vezes pelo Safety Car para a retirada dos carros acidentados. Ao fim de 20 voltas, a vitória foi de Caca Schilipack, com tempo de 34min28s993, seguido de Luiz Nascimento, a 1s183, Rafel Balestrin, a 11s006, Mário Broering, a 12s097, Emerson Szwed, a 17s092, e, Marcelo Cancelli, a 19s888.

 Encerrando as atividades de pista, a segunda corrida da Turismo “B” teve a largada às 16h17, com Caca Schilipack mantendo a liderança, seguido de perto por Rafael Balestrin, Mário Broering, Emerson Szwed, Artur Bailo Neto e Sérgio Bucco Jr. Octávio de Oliveira, Elton de Oliveira, Edson Dall Asta, Henrique Basso, Marcelo Kroth e Luciano Fracaro nem completaram a primeira volta. Jean Moraes, Roberto Barboza, Sérgio Bucco Jr, Brendon Gabardo Narciso Verza e Fernando Zatta abandonaram no decorrer da corrida. Nessa prova, o Safety Car foi acionado por quatro vezes para a retirada dos carros acidentados. Depois de 17 voltas, a vitória foi novamente de Caca Schilipack, com tempo de 35min35s517, tendo Rafael Balestrin em segundo, a 1s309, Naor Petry em terceiro, a 1s449, Maycon em quarto, a 3s779, Jorge Lorentz em quinto, a 5s080, e, Mário Broering em sexto, a 6s330. Rafael Balestrin marcou a volta mais rápida das duas provas, na 8.ª passagem da primeira corrida, com o tempo de 1min42s178, à média de 130,185 km/h.

A quarta e última etapa do Campeonato Curitibano de Velocidade 2019 está marcada para os dias 7 e 8 de dezembro, no AIC, válida também pela sexta e última etapa do Paranaense de Velocidade no Asfalto 2019.