A primeira temporada de Augusto Farfus no FIA WTCR entra em sua reta final, com as últimas três etapas do ano, de um total de 10, a serem realizadas até dezembro. A categoria está no Japão, e tem o tradicional circuito de Suzuka como palco da 8ª rodada tripla neste fim de semana (25 a 27 de outubro). Além de vir em grande fase no campeonato, o brasileiro também conta com uma boa experiência e histórico positivo no circuito japonês, onde, há dois meses, marcou a pole position para as 10 Horas de Suzuka, então está confiante na busca de bons resultados.

Com fortes resultados nas etapas mais recentes, brasileiro vai em busca de sua primeira vitória no tradicional circuito japonês, onde tem ótimo histórico.

Após o período de adaptação inicial, Augusto vem embalado por uma sequência de fortes resultados nas etapas recentes. O curitbano foi ao pódio na Alemanha, em Nürburgring, e no circuito de Vila Real, em Portugal, além do 4º lugar em sua estreia em Ningbo, na China. Agora, o objetivo é conquistar sua primeira vitória na categoria e seguir subindo na tabela. Farfus está em 11º na classificação geral, entre os 26 pilotos no grid, mas ainda são 255 pontos em jogo.

Em Suzuka, as atividades de pista tiveram início na manhã de sexta-feira no horário local – quinta à noite pelo horário brasileiro. A programação conta com dois treinos livres, e as duas classificações ainda no primeiro dia. No sábado, acontece a corrida 1, enquanto as corridas 2 e 3 serão realizadas no domingo. A expectativa de chuvas e tempo instável durante todo o fim de semana promete ainda mais emoções na disputa.

Augusto Farfus:

“Suzuka é uma pista em que estive há pouco tempo, tenho ótimas lembranças, fui pole position na etapa do Intercontinental GT Challenge, e agora vou correr no WTCR. Vamos usar o traçado curto dessa vez, então infelizmente não vamos andar na pista que é usada na F1, por exemplo. Mas isso não muda o nosso objetivo, que é de alcançar a primeira vitória do ano. A previsão é de clima instável, então temos de ver como vai se desenrolar o fim de semana, mas essa é uma pista que conheço e isso é sempre positivo para a adaptação e para encontrar um bom ritmo logo no começo, e brigar pelo lugar mais alto do pódio agora”.