Paraná sofre mais uma derrota e se complica ainda mais no Brasileirão

Tricolor acumulou sua 14ª derrota e segue afundado na lanterna da competição.

Foto: Paraná Clube | Reprodução Twitter

O Paraná Clube está a cada rodada mais próximo do rebaixamento para a segundona do Brasileirão. Diante do Santos, o tricolor foi mal, perdeu por 2 a 0 e ficou a oito pontos da primeira equipe fora da ZR, na última posição. Essa foi a décima partida consecutiva sem vencer dos paranaenses.

Com apenas 4.504 torcedores pagantes na Vila Capanema, a equipe de Claudinei Oliveira não conseguiu realizar uma boa partida e mais uma vez decepcionou em campo com o fraco futebol apresentado.

A melhor oportunidade de gol paranista foi no período inicial, quando Nadson acertou a trave do goleiro Vanderlei. Fora isso, o time foi inoperante ofensivamente, praticamente não oferecendo mais riscos aos visitantes, apesar de ter finalizado mais durante o jogo, mas sem levar perigo.

O confronto foi marcado por duas polêmicas. No período inicial Claudinei Oliveira foi expulso pelo árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva (PA) por comemorar um carrinho de Alex Santana e se estranhar com Victor Ferraz e no segundo tempo, o dono do apito não marcou uma falta em cima do volante paranista no lance que originou o gol santista.

Os dois gols da vitória paulista foi anotado por Gabriel, o Gabigol, um aos 6 e outro aos 32.

No próximo sábado (15) o Paraná vai enfrentar o time reserva do Grêmio, em Porto Alegre.

Para não ser rebaixado, o tricolor terá que somar pelo menos mais 29 pontos, ou seja, vencer pelo menos mais dez jogos dos 14 restantes.

Em 24 partidas o tricolor marcou apenas 11 gols, sendo o dono do pior ataque da competição e com apenas 22.2% de aproveitamento.

Público e renda: 4.504 pagantes/5.177 presentes/R$ 154.300,00.

Publicidade