Automobilismo Iluminado e agora milionário, Serra vence a 5ª etapa...

Iluminado e agora milionário, Serra vence a 5ª etapa e assume a liderança do campeonato

-

Por Pedro Giulliano

Seguro, firme, iluminado, e agora milionário, Daniel Serra fez uma apresentação de gala durante o final de semana inteiro, com direito a pole position no sábado e uma vitória com poucos erros no domingo. Confirmando sua maré de sorte e duas semanas depois de vencer o mais longo dos dias em LeMans, o piloto conquista a vitória e a liderança no campeonato, e ainda de quebra leva um anel de campeão e um cheque de um milhão de reais. Acompanhando o milionário no pódio, estavam Marcos Gomes e Cacá Bueno. Gabriel Casagrande, melhor paranaense na corrida, ficou com a quarta colocação, e Rubens Barrichello, que também deu um show a parte saindo da 18ª colocação, terminou em 5º.

Seu principal rival na corrida e no campeonato, Thiago Camilo, não chegou a ameaçar sua consistência durante a prova, que foi bem movimentada principalmente na parte final, com direito a pane seca nas últimas voltas tirando da briga nomes como Felipe Fraga, atual campeão, e o próprio Thiago Camilo, que liderava o campeonato e estava na segunda posição. Entre os paranaenses, além da corrida impressionante do Pato Branquense Gabriel Casagrande, que saiu de 10º lugar para um quase pódio, o curitibano Júlio Campos ficou com a 6ª colocação, Átila Abreu ficou lá atrás em 21º e Ricardo Zonta mais atrás ainda, em 23º, esses dois últimos a uma volta do líder.

Veja como foi a Corrida do Milhão!

LARGADA

Mesmo com uma grande e saudável quantidade de carros no grid – 31 ao todo – e com o temível S de baixa ao fim da mais longa reta do país, que afunila todo mundo de forma brusca e separam crianças de homens, a largada foi tranquila contando com apenas com um incidente: Denis Navarro, que na confusão acabou recebendo um toque de Antônio Pizzonia e foi fazer rali na brita.

Lá em cima, Serra largou e fechou a linha mais interna da pista evitando um ataque de Thiago Camilo, que por sua vez estava preocupado com Felipe Fraga, que vinha na sua cola e esperando pelo bote. O curitibano Júlio Campos fez uma largada corajosa e ultrapassou logo na reta os dois carros da Cimed, Marcos Gomes e Felipe Fraga, assumindo ainda na reta oposta a terceira colocação. Porém, Gomes conseguiu recuperar o terceiro posto no miolo do circuito.

Quando tudo se acalmou e a confusão se passou, Serra então começou a sua apresentação de gala, aumentando em média 1 décimo por volta a sua diferença para Thiago Camilo. Gabriel Casagrande, em movimentos inteligentes e se prevalecendo da economia de Push Pass que fez durante o final de semana inteiro, foi galgando posições com agressividade, sempre envolvido na briga do 5º lugar com Max Wilson e Ricardo Maurício.

Na 4ª volta, Felipe Lapenna e Lucas Forresti se tocaram no fim da reta, com o prejuízo ficando todo para o Lapenna, que avariou seu carro no passeio pela grama forçando seu abandono prematuro. No sétimo giro, as coisas estavam esquentando no pelotão intermediário. Felipe Fraga, Cacá Bueno, Max Wilson, Allam Khodair, Diego Nunes e Gabriel Casagrande protagonizaram uma perseguição alucinante por mais de 3 voltas na luta direta pela 5ª colocação.

O ponto alto dessa disputa foi o Casagrande, numa corrida agressiva, colocando pressão em cima do Cacá Bueno, fazendo-o se defender por todo o traçado. Essa briga fez com que Diego Nunes e Khodair entrassem na festa, e desde então, cada passagem na reta foi um misto de emoção e preocupação para os quatro envolvidos e para o público.

Na 10ª volta, a ordem dos cinco líderes era Daniel Serra em primeiro, seguido por Thiago Camilo, Marcos Gomes, Júlio Campos e Ricardo Maurício. A confusão lá de trás estava alcançando a tranquilidade lá da frente. Maurício conseguiu tirar a diferença para o Júlio Campos e esquentou a disputa pelo quarto lugar, enquanto o curitibano tentava tirar os 7 décimos de diferença que tinha para atacar Marcos Gomes e tentar o pódio.

Lá atrás, uma disputa curitibana chamou a atenção do público presente. Os companheiros de equipe Ricardo Zonta e Átila Abreu estavam protagonizando uma luta acirrada pela 10ª colocação. Zonta tentou atacar Átila no fim a reta principal, perdeu o ponto de frenagem e a frente do seu bólido, e foi outro a passear na brita. Passeada essa que foi cara para o Zonta, pois comprometeu o rendimento do seu bólido, transformando-o em presa fácil para todos os outros que estavam lhe perseguindo.

JANELA ABERTA

Na metade da prova, a janela de parada obrigatória finalmente se abriu, na 15ª volta. Cacá, Zonta, Casagrande, Forresti, Pizzonia e Camilo abriram os trabalhos e foram os primeiros a entrar. Zonta realmente não estava em um bom dia, e na saída do seu pit stop ele acertou o pneu traseiro esquerdo recém-tirado do carro de Galid Osman – que também estava em processo de pit stop a frente dele – e o viu voar por cima do seu para-brisa. Vitor Genz também fez a mesma coisa, mas não houve punições ou maiores prejuízos com o incidente para ambos.

Na abertura da 16ª volta, o líder Serra entrou para fazer sua parada, e numa estratégia ousada, a equipe RC Eurofarma decidiu trocar apenas os dois pneus esquerdos.  Na saída dos boxes, Serrinha cometeu o seu único erro na prova: Para poder tentar voltar na frente de Camilo, Serra foi com muita sede ao pote e superestimou seus pneus, que ainda estavam frios. Resultado? Ele também foi passear na grama. Camilo se aproveitou do erro e passou Serra, entretanto, mostrando que seu carro era o mais equilibrado do fim de semana, Serrinha conseguiu recuperar a diferença e passar Thiago Camilo, para reassumir e não largar mais a liderança da prova.

Após a janela fechada dos Pits, a ordem era Serra, Camilo, Gomes, Maurício, e Max Wilson. No meio do bolo, Barrichello, que fazia uma ótima corrida de recuperação, pressionava Casagrande na disputa pelo 5º posto. Logo atrás os curitibanos Zonta e Campos estavam se aproximando, junto com Cacá e Fraga. A disputa voltava a esquentar nesse pelotão.

Na 25ª volta, Fraga foi com sede ao pote e tentou atacar seu companheiro de equipe, Cacá, no fim da reta principal, mas acabou traído pela zebra, que quicou seu carro, deixando Cacá livre para reassumir sua posição. Mas a batalha continuava, com Cacá defendendo a linha interna por todo o circuito.

FIM DRAMÁTICO

Eis que faltando menos de 3 voltas para o fim, o inimaginável acontece. O fantasma da falta de combustível encarnado no erro matemático chegou com força, e faz vitimas importantes, alterando completamente o resultado e a classificação no campeonato.

A três voltas do fim, Lucas Forresti foi o primeiro atingido, a duas voltas do fim foi a vez de Guga Lima, Rafael Suzuki e o vice líder da prova, Thiago Camilo, que estava consistente na 2ª colocação e com esse resultado ainda estaria líder do campeonato. A uma volta do fim, a falta de combustível vitimou Ricardo Zonta, Galid Osman, Átila Abreu, Felipe Fraga, Allam Khodair e o até então terceiro colocado da prova, Ricardo Maurício.

Com esse efeito surpresa, toda a classificação de chegada se alterou. Com a saída de Camilo, Marcos Gomes assumiu a 2ª posição, e com a saída de Maurício, Cacá Bueno herdou a 3ª colocação, ganhando seu primeiro pódio no ano.

Confira o resultado final da Corrida do Milhão:

1. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC ) – 29 voltas em 42min02s032
2. 80 Marcos Gomes (Cimed Racing) – a 2s696
3. 0 Cacá Bueno (Cimed Racing) – a 16s086
4. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) – a 17s981
5. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 18s576
6. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) – a 23s144
7. 65 Max Wilson (RCM Motorsport) – a 23s545
8. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) – a 34s041
9. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team)- a 36s378
10. 117 Guilherme Salas (Vogel Motorsport) – a 39s778
11. 44 Betinho Valério (Hero Motorsport) – a 40s425
12. 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) – a 43s616
13. 31 Marcio Campos (Blau Motorsport) – a 44s106
14. 70 Diego Nunes (Hero Motorsport) – a 50s729
15. 188 Beto Monteiro (Mico’s Racing) – a 52s438
16. 3 Bia Figueiredo (Full Time Academy ) – a 1min13s217
17. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) – a 1min26s838
18. 90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) – a 1 volta
19. 18 Allam Khodair (Full Time Sports) – a 1 volta
20. 40 Felipe Fraga (Cimed Racing Team) – a 1 volta
21. 51 Átila Abreu (Shell Racing) – a 1 volta
22. 28 Galid Osman (Ipiranga Racing) – a 1 volta
23. 10 Ricardo Zonta (Shell Racing) – a 1 volta
24. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – a 2 voltas
25. 8 Rafael Suzuki (Cavaleiro Sports) – a 2 voltas
26. 9 Guga Lima (Bardahl Hot Car) – a 2 voltas
27. 12 Lucas Foresti (Full Time Academy) – a 3 voltas
28. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Sports) – a 28 voltas
29. 25 Tuka Rocha (RCM Motorsport) – a 29 voltas
30. 73 Sergio Jimenez (Bardahl Hot Car) -a 29 voltas
31. 5 Denis Navarro Cimed Racing Team –

A próxima etapa da Stock Car será com rodada dupla, disputada no Circuito dos Cristais, em Curvelo, no próximo dia 23 de julho.

[WG id=2051]

Últimas publicações

Cianorte vence o Athletico na largada do estadual 2021

Começou neste sábado (27) a disputa do Campeonato Paranaense. Defendendo o tricampeonato, buscando o quarto título consecutivo,...

Athletico bate o Sport no encerramento do Brasileirão

Jogando pela última rodada da Série A 2020 o Athletico venceu o Sport Recife por 2 a...

Coxa se despede da elite sofrendo goleada para o Atlético-GO

Apenas uma temporada depois de retornar para a elite do futebol brasileiro, o Coritiba retorna para a...

MXF Enduro Team briga novamente por títulos em 2021

A MXF Motors montou um time de primeira para as competições de 2021 de motociclismo off road, com...

Após seleção do Paranaense 2019, Wilian Simões vive expectativa por reestreia pelo FC Cascavel

De volta após boa passagem em 2019, Wilian Simões vive a expectativa pela reestreia oficial com a...

Alfredinho Ibiapina sobe no pódio na etapa de abertura da Copa São Paulo Light

O primeiro compromisso de Alfredinho Ibiapina (Orcali) na temporada 2021 está cumprido. Com 19 participantes na categoria...

Mais destaques do esporte

Furacão fica com o vice-campeonato brasileiro

O Athletico conquistou nesse domingo (24) o...

Foi dada a largada do Pro Tork Paranaense de Velocross 2020

O Campeonato Paranaense de Enduro FIM 2018...

Você também pode gostarRelacionadas
Recomendado para você

Fale conosco