Destaques Teliana Pereira se despede das quadras

Teliana Pereira se despede das quadras

Brasileira venceu 2 WTAs e chegou a ser 43a colocada no ranking mundial.

-

A tenista brasileira Teliana Pereira, anunciou nesta segunda-feira a sua despedida das quadras do circuito mundial. Terceira tenista mais bem ranqueada do país, atrás apenas de Maria Esther Bueno e Niege Dias, tendo alcançado a 43a colocação, vencido dois torneios WTA e representado o Brasil nos Jogos Olímpicos, ela vai agora trilhar outros caminhos.

Natural do município de Águas Belas, no sertão pernambucano, Teliana, nascida em 20/07/1988, migrou para o Paraná ainda criança. Iniciou a carreira profissional em 2005, depois de ótimas atuações como juvenil, e em 2007 deu um pulo na carreira, conquistando a medalha de Bronze no Pan do Rio, ao lado de Joana Cortez, nas duplas.Sofreu com diversas lesões, mas nunca desistiu.
Em 2013, se tornou a primeira brasileira a alcançar a semifinal de um WTA – em Bogotá –  desde 1989. Ainda naquele ano, se tornou a primeira tenista do Brasil a chegar no top 100 da WTA, desde 1990.Dentro do top 100, em 2014, Teliana conseguiu disputar, pela primeira vez na carreira, todos os Grand Slams na chave principal, chegou a ganhar uma rodada em Roland Garros.Em 2015 quebrou um jejum de 27 anos do Brasil ao conquistar o primeiro título da carreira no WTA de Bogotá, em abril. Em agosto conquistou o segundo trofeu de WTA, em Florianópolis e entrou para o top 50  – 43a. -pela primeira vez, se tornando a 3a. tenista mais bem classificada da história no Brasil, atrás apenas de Maria Esther Bueno e Niege Dias.

“O processo para tomar essa decisão levou um tempo. Eu fui amadurecendo a ideia em um período mais ou menos de um ano.Comecei a realmente pensar nisso que cada dia era mais difícil viajar, pegar avião, levantar para treinar. Eu percebi que já não era tanto mais a prioridade. Foi aí que pensar em parar de jogar,” contou Teliana.

“É difícil, mas quando eu tomei a decisão eu estava muito certa do que queria. Eu estou muito feliz com a decisão tomada. É uma fase da minha vida que encerra. Eu tenho muito orgulho de tudo que fiz, das pessoas que estavam ao meu lado e que me ajudaram bastante. Estou muito satisfeita com a minha carreira. Fui muito além do que imaginava, com dois títulos de WTA e sempre superando as minhas expectativas. Estou ansiosa para fazer coisas diferentes, iniciar algo novo. Ainda não sei o que vai ser. Estou curtindo esse momento para ter ideias, estou refletindo bastante, relembrando momentos bons e os mais difíceis que foram de muito aprendizado. Levou um tempo, mas a partir do momento que tomei a decisão final, me deu muito alegria por tudo o que eu já fiz.”

Últimas publicações

Já classificado, Athletico perde para o Peñarol-URU na Libertadores

Pela última rodada da fase de grupos da Taça Libertadores da América, o Athletico Paranaense, entrou em...

Foi dada a largada do Pro Tork Paranaense de Velocross 2020

O Campeonato Paranaense de Enduro FIM 2018 reuniu cerca de 100 pilotos em sua segunda etapa, realizada...

Gutierrez quebra invencibilidade de Dutra da Silva e conquista o título do Brasil Tennis Classic

O Brasil Tennis Classic chegou ao fim neste domingo com a conquista do gaúcho Oscar Gutierrez. Antes...

Furacão apenas empata com o Atlético-GO e segue na ZR

Jogando fora de casa o Athletico enfrentou o Atlético-GO, querendo voltar a vencer, mas sem conseguir aproveitar...

Coritiba perde para o Santos e volta para a ZR da Série A

Apenas uma rodada após deixar a zona do rebaixamento o Coritiba retornou para a temida ZR. Vivendo...

Jéssica Bate-Estaca vence americana no UFC Ilha da Luta 6

A lutadora paranaense Jéssica Andrade estreou em sua nova categoria com um nocaute ainda no primeiro round,...

Mais destaques do esporte

Você também pode gostarRelacionadas
Recomendado para você

Fale conosco