InícioCulturaLitoral Paranaense recebe sétima edição do Antonina Blues Festival

Litoral Paranaense recebe sétima edição do Antonina Blues Festival

Posts relacionados

Banda The Wailers está de volta a Curitiba com show no Teatro Positivo

Neste mês, a lendária banda de reggae The Wailers volta a Curitiba,...

Anitta anuncia show de pré-Carnaval em estádio de Curitiba

“O Carnaval no Brasil é inegociável pra mim”. É...

Diogo Portugal encara Wanderlei Silva na estreia da “Fritada” em Curitiba

O show “Fritada”, idealizado por Diogo Portugal para “homenagear” personalidades nacionais, finalmente estreia em Curitiba, nesta terça-feira (17/10), às 21h, na DHouse.

Violoncelista sul-coreana premiada se apresenta em Curitiba com entrada franca

Ganhadora do prestigiado Concurso Internacional Rainha Elisabeth da Bélgica,...
spot_imgspot_img

Já tradicional na cidade litorânea, o Antonina Blues Festival chega à sua sétima edição com muitas atrações musicais e atividades culturais que vão transformar a vida da cidade entre em dias 12 e 15 de outubro. Serão cerca de 40 shows e outras atividades culturais como oficinas de gaita, palestra sobre Samba & Blues e intervenções culturais para as crianças no dia 12. A expectativa é receber mais de 8 mil pessoas, tanto da região quanto de outros estados, como já vem acontecendo em edições passadas.

Entre os destaques da programação está a apresentação da banda catarinense  The Headcutters, uma referência no Blues Brasileiro e reconhecida mundialmente por difundir o gênero Chicago Blues. Outra grande confirmação é o grupo Lucian e os Panteras, banda formada em São Paulo que fará sua estreia em palcos paranaenses. Tony Caster and The Black Mouth Dogs e Booze n’ Blues, bandas de Curitiba e São Bento do Sul, respectivamente, também são muito aguardadas pelos fãs do gênero.

As apresentações serão realizadas em diferentes pontos da cidade, como a Estação Ferroviária, a Ponta da Pita e a Feira Mar, locais turísticos e de grande importância cultural e histórica para a cidade, e também em comércios locais. “O festival já faz parte do calendário da cidade e é aguardado não só por quem é fã de Blues. Ele é um potencializador de muitas fortalezas de Antonina, como a cultura e as belezas naturais. Sem falar na importância econômica, pois movimenta a cidade inteira. E temos expectativa de receber pessoas de outros estados, especialmente pelas bandas de fora e pela importância que o festival vem construindo. Tudo isso tem uma importância gigante para a cidade e região”, conta Marcos Peretti Maranhão, idealizador do festival.

Banda catarinense The Headcutters, uma das atrações principais da sétima edição do Antonina Blues Festival
The Headcutters


Atrativos Naturais e Conservação

Além dos atrativos culturais, o festival tem desde sua primeira edição o intuito promover o turismo por meio dos atrativos naturais da cidade, não só pelo viés do lazer, mas também da conscientização. “Antonina tem um potencial natural enorme e o festival dá luz a isso, permitindo que mais pessoas conheçam e interajam com esses espaços. Com isso, conseguimos também sensibilizar as pessoas para a urgência da conservação”, reforça Maranhão. Nesta edição, o Antonina Blues Festival contará com o selo da Grande Reserva Mata Atlântica (GRMA), iniciativa voluntária  que visa realizar ações de desenvolvimento sustentável com foco no turismo de natureza dentro do maior remanescente de mata atlântica do mundo, área em que Antonina está inserida também. Ações de conscientização e preservação estão sendo planejadas com a entidade para o evento.

Sobre o Blues

O Blues teve origem no final do século XIX no sul dos Estados Unidos, onde africanos escravizados e seus descendentes começaram a desenvolver uma forma de expressão musical que retratava a realidade em que viviam. É um gênero musical caracterizado por suas letras muitas vezes melancólicas e emotivas, linhas de baixo e instrumentação de guitarra, gaita, piano e baixo. Músicos de blues influenciaram fortemente outros gêneros musicais, como o rock e o jazz, e essas influências ainda podem ser ouvidas na música popular moderna. Entre os músicos mais famosos mundialmente estão Robert Johnson, Muddy Waters, B.B. King, Howlin’ Wolf e John Lee Hooker. O Blues continua sendo uma forma de música viva e muito influente, com festivais e músicos contemporâneos ao redor do mundo.


PROGRAMAÇÃO DOS SHOWS
sujeita a alterações

12 de outubro (quinta-feira)

13h Felipe Ito – Ponta da Pita

14h Emerson Caruso e André Silva – Estação Ferroviária

15h Didley Duo – Feira Mar

16h Houndcats – Travessa do Marinho

17h Trio Satan – Travessa do Marinho

Dj – Feira Mar

17h Nikole Gouveia & Funckin Minds – Feira Mar

19h Mr. Blues – Feira Mar

21h30 Decio Caetano, Bernardo Manita, e Batera – Feira Mar

23h Mudslide Blues – Feira Mar

13 de outubro (sexta-feira)

13h James Marshall Band – Estação Ferroviária

15h Bessie Trio – Casa Verde

17h Diego Nicolay – Casa Verde

Dj – Feira Mar

17h O Lendário Chucrobilly Man – Feira Mar

16h Fuzzuês – Feira Mar

17h Alexandre Melo e Garça FNM – Calçadão

18h Boogie Jump Blues Band – Feira Mar

21h Booze n’ Blues – Feira Mar

22h Lucian e Os Panteras Feira Mar

24h Jam Session Benedito


14 de outubro (sábado)

13h Ícaro Chaves – Estacão Ferroviária

14h Big Moris e Johnny Larapio + Vlad – Casa Verde

16h Hard Soul Combo – Casa Verde

17h Sonora Blues – Calçadão

Dj – Feira Mar

15h Sangue de Limão – Feira Mar

17h Blues Fellas – Feira Mar

20h Marrecas River Blues – Feira Mar

22h Bartenders – Beira Mar

23h30 The Headcutters – Feira Mar

24h Jam Session – Avenida

15 de outubro (domingo)

11h30 Dose in Blues – Beira Mar

14h00 GreyHound Dogs – Feira mar

15h30 Tony Caster and Black Mouth Dogs – Feira Mar

18h Cat Storm – Ponta da Pita

19h30 Os Carusos – Ponta da Pita

21h Jam Session – Ponta da Pita


A programação de oficinas, palestra e intervenções culturais será divulgada em breve.

Últimos posts

spot_img
Fale conosco