Cultura Mostra de cinema mexicano contemporâneo na CAIXA Cultural de...

Mostra de cinema mexicano contemporâneo na CAIXA Cultural de Curitiba

-

Por Assessoria de Imprensa

A CAIXA Cultural Curitiba apresenta, de 12 a 16 de julho, a Mostra de Cinema Mexicano Contemporâneo, seleção de filmes inéditos no circuito comercial. A programação reúne 16 produções de diferentes gêneros, além de debates acerca dos temas. Os ingressos custam R$ 4 e R$ 2 e serão vendidos nos dias das exibições.

Na abertura, quarta-feira (12), quando será exibido “Te Prometo Anarquia”, às 18h30, o diretor Julio Hernández Cordón estará presente e poderá conversar com o público. O cineasta também compõe a mesa de debate “Cinema mexicano contemporâneo e aproximações com a América Latina”, marcado para sexta-feira (14), às 19h30, com mediação do curador Mateus Nagime. A mesa ainda terá a presença de Rafael Urban (cineasta e pesquisador) e ​Solange Stecz (pesquisadora).

Entre títulos reconhecidos pela crítica internacional e produções até então restritas ao território mexicano, a mostra apresenta ao público um recorte atual e representativo da produção cinematográfica do país. Além da reflexão sobre o que é peculiar ao México, os filmes trazem questões contemporâneas universais, como família, gênero, ambientalismo, drogas, violência, entre outros temas emergentes.

A programação exibe 13 longas e três curtas, dentre os quais destacam-se as obras do premiado diretor Julián Hernándes, representado pelo curta “Nuvens Flutuantes” e em seu último trabalho, “Eu Sou a Felicidade deste Mundo”, ambos pautados pelos temas da juventude e da sexualidade. A cineasta Dalia Reyes também chama a atenção com “Banho de Vida”, que mostra mulheres garis compartilhando ideias, dores e confissões em um banho público.

Outro filme de referência é “Navalhada”, documentário-ficção de Ricardo Silva, premiado em Locarno, que retrata pessoas cuja vida se realiza na hostil paisagem de Tijuana, cidade de fronteira no norte do México. Seguindo a linha documental, “H20mx” lança luz sobre a crise hídrica na Cidade do México. O filme-denúncia é uma coprodução de José Cohen e Lorenzo Hagerman.

Apesar do aspecto contemporâneo da mostra suscitar a presença de jovens diretores, o público também poderá assistir ao elogiado “As Razões do Coração”, de Arturo Ripstein, célebre cineasta da antiga geração do cinema mexicano. “Seus filmes são bastante cerebrais, mas também cativam por falarem de amor e relações”, resume o curador Mateus Nagime.

Animações também ganham espaço com “O Modelo de Pickman”, de Páblo Ángeles Zuman, além do divertido “Manhã Psicotrópica”, de Alejandro Aldrete, entre outras obras que asseguram a vitalidade do cinema mexicano.

América Latina

“O intercâmbio do Brasil com a produção cinematográfica da América Latina está mais concentrado na Argentina. Com exceção de nomes como Afonso Cuarón, Alejandro González Iñárritu e Guillermo del Toro, pouco se sabe sobre o cinema mexicano por aqui. Por estar em um bloco intermediário, dividindo as duas Américas, o país mistura sua identidade cultural com influências que vêm dos EUA e da América do Sul, criando um cinema jovem, com inspiração nas vivências de rua, e dotado de diretores super-criativos, sobretudo em início de carreira”, avalia Nagime.

O fio condutor da mostra está na subjetividade dos personagens, que compartilham de certa impermanência, explícita nos filmes em episódios de profundas rupturas, quando a vida se impõe pelo imprevisível. Se por um lado a mostra revela a universalidade do cinema mexicano, de outro, o comprometimento com as aflições sociais e políticas do país projeta-se como unidade.  “Como se na ficção houvesse uma vontade de se lançar para um futuro imaginado”, define o curador.

É este sentimento de inadequação em relação ao mundo que imprime realismo aos filmes. Em alguns casos, a justaposição com a realidade chega a desafiar as linhas demarcatórias da ficção e do documentário. Nagime reconhece esta característica ao afirmar que ela é uma “espécie de marca do cinema mexicano atual”.

Programação
Data: 12 de julho (quarta-feira)
Horário: 16h

NUNCA MORRER (Mai morire, 2012, cor, 84 min.), de Enrique Rivero.
Classificação: livre para todos os públicos
Sinopse: Chayo volta a Xochimilco para cuidar de sua mãe idosa, mas a comodidade da vida tradicional a leva a escolher um casamento que lhe fará abandonar seus ideais. Sua percepção particular e sua fé absoluta na vida a obrigarão a cometer o maior sacrifício que uma mãe pode fazer.
Horário: 18h30

TE PROMETO ANARQUIA (Te Prometo Anarquía, 2015, cor, 88 min), de Julio Hernández Cordón (Exibição terá a presença do diretor.)
Classificação: não recomendado para menores de 16 anos
Sinopse: Miguel e Johnny são amigos e amantes, se conhecem desde a infância e passam o tempo patinando com seus amigos nas ruas da Cidade do México. Vendem seu próprio sangue e conseguem doadores para o mercado negro. Uma grande transação de sangue termina mal para todos os envolvidos. A mãe de Miguel decide mandá-lo para fora do país. Longe de Johnny, Miguel enfrentará um novo destino.
Data: 13 de julho (quinta-feira)
Horário: 16h

H20MX (H20mx, 2014, 82 min.), de José Cohen e Lorenzo Hagerman
Classificação: não recomendado para menores de 10 anos
Sinopse: A Cidade do México é uma das mais populosas do mundo, que cresce sem controle. Anteriormente uma região rodeada de lagos, agora o suprimento de água para a cidade é um problema real. H2Omx registra a escassez, o desperdício e os graves problemas de contaminação da água, e faz um urgente chamado à ação e ao compromisso dos cidadãos.
Horário: 18h (um curta e um longa-metragem em sequência)

O MODELO DE PICKMAN (El Modelo de Pickman, 2014, 10 min.), de Páblo Ángeles Zuman
Classificação: não recomendado para menores de 18 anos
Sinopse: Na busca por obter o quadro de seu pintor favorito de arte macabra, Richard Pickman, o colecionador de arte Thurber Phillips descobre o mistério oculto na obra do artista. Adaptação de uma história de H. P. Lovecraft.

NAVALHADA (Navajazo, 2014, 75 min.), de Ricardo Silva
Classificação: não recomendado para menores de 18 anos
Sinopse: Um apocalipse imaginado é apresentado diante de nós através de retratos de personagens que lutam para sobreviver em um ambiente hostil, onde só podem contar consigo mesmos e a única coisa que têm em comum é o desejo de seguir vivendo, sem importar o custo. Um diretor de vídeos domésticos, um viciado na canalização do Rio Tijuana, um colecionador de brinquedos e um velho satânico que toca canções em um teclado Casio são alguns dos sobreviventes. Filme que mistura documentário e ficção para apresentar um retrato das pessoas que vivem à margem em Tijuana, cidade de fronteira no norte do México.
Horário: 20h

EU SOU A FELICIDADE DESTE MUNDO (Yo Soy la Felicidad de Este Mundo, 2013, 122 min.), de Julián Hernández
Classificação: não recomendado para menores de 16 anos
Sinopse: Emiliano, um diretor de cinema, explora seus processos criativos e tenta se conectar com sua realidade imediata. A história que filma se mistura com a própria realidade cotidiana. O seu mundo real parece sempre ser visto pela lente da câmera. Confuso e sozinho, sempre na frente da tela, que é a sua realidade transfigurada, escuta essa canção, que se repete como uma oração que o obriga a continuar tentando amar.
Data: 14 de julho (sexta-feira)
Horário: 16h

MANHÃ PSICOTRÓPICA (Mañana Psicotrópica, 2015, 90 min.), de Alejandro Aldrete
Classificação: não recomendado para menores de 16 anos
Sinopse: Após uma tentativa de suicídio, Lito, de 19 anos, viaja de Monterrey a Querétaro para visitar seu primo Koko, de 20 anos. Lá, se une a um grupo de amigos com a intenção de vender drogas para bancar um fim de semana em Michoacán. Entre pílulas psicotrópicas, LSD e cogumelos alucinógenos, entre festas improvisadas e trilhas na natureza, cria-se um laço que reforça a amizade entre eles; enquanto Lito parece encontrar o caminho para a reconciliação.
Horário: 18h

VERÃO DE GOLIAS (Verano de Goliat, 2010, 76 min.), de Nicolás Peredas Classificação: não recomendado para menores de 16 anos
Sinopse: Depois de ser abandonada pelo seu marido, Teresa passa os dias desesperada, tentando entender o que aconteceu. No lugar de encontrar respostas, sua missão se converte em uma viagem pelas ruas e casas de pessoas que conhecem seu esposo. Misturando ficção e documentário, suas visitas retratam a cidade e os seus habitantes. Verão de Golias é uma reflexão sobre o sofrimento após o abandono, promessas não cumpridas, desconexão e ânsia eterna.
Horário: 19h30
Debate “Cinema mexicano contemporâneo e aproximações com a América Latina”, com Rafael Urban​, ​Solange Stecz​, Julio Hernández Cordón e Mateus Nagime.
Data: 15 de julho (sábado)
Horário: 16h (um curta e um longa-metragem em sequência)

NUVENS FLUTUANTES (Nuves Flotantes, 2014, 14 min.), de Julián Hernández
Classificação: não recomendado para menores de 16 anos
Sinopse: A piscina e a água aparecem como uma metáfora do entorno no qual se pode fertilizar a consciência. Nela, o corpo ágil e pleno se move ao ritmo de sua escolha, mas que ao ser julgado parcialmente por uma visão alheia, uma visão com o mesmo medo, mas sem o mesmo valor, criará um resposta intolerante e ofensiva.

CARMIM TROPICAL (Carmim Tropical, 2014, 80 min.), de Rigoberto Pérezcano
Classificação: não recomendado para menores de 12 anos
Sinopse: A história de um regresso, o de Mabel a sua cidade natal para achar o assassino de sua amiga Daniela. Uma viagem pela nostalgia, o amor e a traição em um lugar onde a travestilidade cobrou, em seu momento, uma dimensão incomum.
Horário: 18h

A VIDA DEPOIS (La Vida Después, 2013, 90 min.), de David Pablos. Classificação: não recomendado para menores de 12 anos
Sinopse: Samuel e Rodrigo começam uma viagem em busca de sua mãe, que desapareceu de maneira estranha, deixando um bilhete sobre a mesa que dizia: “Tive que sair. Mamãe”. A relação entre os irmãos se torna tensa e sofre uma ruptura conforme viajem pela paisagem desértica, seguindo pistas baseadas em recordações da infância.
Horário: 20h

AS RAZÕES DO CORAÇÃO (Las Razones del Corazón, 2011, 119 min.), de Arturo Ripstein
Classificação: não recomendado para menores de 14 anos
Sinopse: Emilia, uma dona de casa frustrada pela mediocridade da sua vida, pelos fracassos de seu marido e agoniada no papel de mãe, sente que está a ponto de perder a paciência com tudo. Para piorar, é abandonada pelo amante. Em seu apartamento, vazio e desolado, decide enfim tomar uma decisão há muito considerada: o suicídio. Curiosamente sua morte provoca a aproximação entre o marido traído e o amante esquivo.
Data: 16 de julho (domingo)
Horário: 16h

BANHO DE VIDA (Baño de Vida, 2016, 69 min.), de Dalia Reyes
Classificação: não recomendado para menores de 16 anos
Sinopse: Uma viagem ao interior das casas de banho públicas através das vozes de três personagens: Felipe, responsável pelos banhos desde 1984; Juana, varredora de ruas no centro da Cidade do México; e Jose, cliente assíduo há mais de quarenta anos. O filme é um estudo de personagens daqueles que habitam um mesmo espaço: a sauna.
Horário: 18h (um curta e um longa-metragem em sequência)

RAMONA (Ramona, 2014, 10 min.), de Giovanna Zacharías
Classificação: não recomendado para menores de 14 anos
Sinopse: Ramona, de 84 anos, anuncia que já está pronta para morrer. Porém, enquanto sua família cuida dos preparativos, ela muda de opinião.

AS LÁGRIMAS (Las Lágrimas, 2013, 64 min.), de Pablo Delgado
Classificação: não recomendado para menores de 12 anos
Sinopse: Os irmãos Gabriel e Fernando sofrem, cada um ao seu modo, as desastrosas consequências de viver em um lar fragmentado. Para fugirem, ainda que momentaneamente dessa situação, realizam uma pequena viajem rumo a um bosque, local simbólico para ambos.
Horário: 20h

O BOM CRISTÃO (El Buen Cristiano, 2016, 120 min.), de Izabel Acevedo
Classificação: não recomendado para menores de 14 anos
Sinopse: José Efraín Ríos Montt vira um cristão renascido e alguns anos depois, em 1982, um grupo de soldados lhe pedem para dirigir o golpe de estado na Guatemala. Francisco Chávez Raymundo e sua irmã eram crianças pequenas quando sua comunidade foi destruída por causa das políticas de Ríos Montt. Em março de 2013, a vida de Francisco e José Efraín se converge no mesmo espaço. Rios Montt é convocado a depor pela justiça guatemalteca, e é confrontado por um grupo de órfãos e viúvas de guerra.

Serviço

Cinema: Mostra de Cinema Mexicano Contemporâneo

Local: CAIXA Cultural Curitiba, Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR)
Data: 12 a 16 de julho de 2017 (quarta a domingo)
Horário: confira a programação completa em www.caixacultural.gov.br e www.cinemamexicano.com.brIngressos: à venda no dia das exibições. R$ 4 e R$ 2 (meia – conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA). A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura.
Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sábado, das 12h às 20h, domingo, das 15h às 19h)
Classificação etária: consultar programação
Lotação máxima: 125 lugares (2 para cadeirantes)

Últimas publicações

Coxa aplica goleada no Toledo na estreia no Couto Pereira

Jogando em casa e com força máxima o Coritiba recebeu o Toledo, na primeira partida do verdão...

Paraná e Londrina empatam na Vila Capanema

Em confronto atrasado da segunda rodada do Campeonato Paranaense, o Paraná Clube recebeu o Londrina, na Vila...

Athletico leva surra do Operário em plena Arena da Baixada

O Athletico sofreu uma verdadeira goleada na Arena da Baixada. Em confronto válido pela 2ª rodada do...

Athletico estreia na próxima semana na Copa Sulamericana

O Athletico Paranaense estreia na Copa Sulamericana na próxima semana, dia 20 de abril. Depois de conhecer...

GaiaMX apresenta pilotos que disputarão títulos no motociclismo off-road em 2021

O Team GaiaMX se prepara para entrar na disputa em 2021 com um elenco completo para as...

Campanha que mobilizou grandes nomes do futebol entra em nova fase para ajudar famílias durante pandemia

Grandes nomes do futebol e da música estão se unindo para ajudar crianças e famílias em situação...

Mais destaques do esporte

Único representante na elite, Athletico conhece tabela do Brasileirão

A Confederação Brasileira de Futebol divulgou nesta...

CBF realiza sorteio da Copa do Brasil

A Confederação Brasileira de Futebol realizou na...

Você também pode gostarRelacionadas
Recomendado para você

Fale conosco