O Athletico está na finalíssima da Copa do Brasil. Em uma noite incrível, o Furacão enfrentou o Grêmio pela partida de volta das semifinais da competição e depois de anular a vantagem gaúcha adquirida em Porto Alegre, conquistou a classificação nas penalidades máximas. No tempo normal Nikão e Marco Rúben marcaram e nos pênaltis, Santos defendeu uma cobrança e garantiu o rubro-negro em sua segunda decisão na história do torneio.

Foto: CBF | Divulgação

Com a necessidade de vencer por 2 a 0 para levar o jogo para o tiro direto, o time de Tiago Nunes fez uma grande partida, com performance praticamente perfeita. O Furacão teve um início inseguro nos dez primeiros minutos, com o Grêmio chegando mais.

Depois do susto inicial em que até o VAR já havia trabalhado, o Athletico entrou no jogo. Aos 15 minutos o jogador Nikão abriu o placar, quando aproveitou para finalizar a ótima jogada feita por Rony no lado esquerdo para servir Bruno Guimarães, que finalizou e viu sua bola explodir no travessão e voltar para o camisa 11 mandar para o fundo das redes do goleiro Paulo Victor.

O Furacão seguiu crescendo na partida, mandando nas ações do jogo. Os gaúchos apenas se defendiam e pouco saiam do campo de defesa, amassados pelos donos da casa.

O segundo gol aconteceu já no início do período complementar, quando novamente pelo lado de Rony a jogada foi construída e Marco Rúben de cabeça novamente balançou as redes, igualando o confronto que começou na Arena Grêmio.

Durante mais de meia hora o Athletico jogou com um atleta de vantagem, depois da expulsão do zagueiro Kannemann, que recebeu o cartão vermelho depois de falta dura em Cittadini.

Mesmo muito superior em campo o terceiro gol não aconteceu e a decisão foi para as penalidades. Bruno Guimarães, Lucho González, Nikão, Marcelo Cirino e Marco Ruben cobraram para o Furacão e converteram. Rafael Galhardo, David Braz, Alisson e Matheus Henrique foram os jogadores que acertaram suas cobranças, mas justamente na última cobrança da séria alternada, o goleiro Santos apareceu e defendeu o pênalti batido por Pepê.

Com a classificação o clube paranaense ganhou além da classificação para a final da Copa do Brasil, mais de 21 milhões de reais em premiação, podendo passar dos 50 milhões em caso de título.

Na decisão o Athletico Paranaense terá pela frente o Internacional, que passou pelo Cruzeiro na outra semifinal. Os confrontos finais acontecem nas duas próximas quartas, dias 11 e 18 de setembro.

A CBF ainda vai definir os mandos de campo em sorteio que será realizado nesta quinta-feira, às 15 horas, na sede da entidade, no Rio de Janeiro.

Público e renda: 28.841 presentes/R$ 1.370.315,00