Paula Toller retorna a Curitiba em setembro com seu novo show “Como Eu Quero”

Foto: Divulgaçao

A musa da música pop brasileira, Paula Tollerretorna a Curitiba em setembro com seu novo show “Como Eu Quero”, que traz seus grandes sucessos e releituras de canções dos Mutantes, Charlie Brown Jr, entre outros. Com realização da Prime, a apresentação acontece no dia 21 de setembro no palco do Teatro Guaira (R: Conselheiro Laurindo, s/n) às 21h15.

A abertura fica por conta da cantora, compositora e pianista Taís Alvarenga, que traz na bagagem o seu primeiro disco “Coração Só”. Autobiográfico, o show intimista é construído como um roteiro de filme, onde Taís narra a montanha-russa emocional das relações amorosas, com seus altos e baixos, e reflete o amadurecimento da cantora durante esse período.

Depois de viajar com o show Transbordada e de protagonizar a turnê Rock Brasil para mais de 1 milhão de pessoas, agora Paula apresenta seu repertório de forma mais essencial, numa performance tête-à-tête com o público. A seleção contempla toda a sua carreira, solo e no Kid Abelha. Além das próprias músicas, Paula também apresenta o novo single, “Céu Azul”, de Charlie Brown Jr, numa interpretação delicada e emocionante. Também estão no repertório “Ando Meio Desligado”, dos Mutantes e “Deixa a Vibe te levar” (versão dela para “Don’t you worry ‘bout a thing”, de Stevie Wonder).

Como não poderia ser diferente em um show de uma hitmaker, grandes sucessos compõem o setlist e o espectador poderá ouvir, entre outras, “Como eu quero”, “Nada Sei”, “Fixação” e “Grand’Hotel”, interpretadas por Toller com o auxílio luxuoso e a participação do lendário produtor Liminha, nos arranjos e violão, além dos excelentes: Gustavo Camardella (violão e vocal), Pedro Augusto (teclados), Pedro Dias (baixo) e Adal Fonseca (bateria).

A cenografia tem concepção do multifacetado Batman Zavarese. E a luz é assinada por Samuel Bets.

Os ingressos estão disponíveis e variam de R$50,00 (meia-entrada) a R$266,00 (inteira), de acordo com o setor. Baixe o app CLUBE PRIME e tenha descontos e vantagens exclusivas!!! É gratuito!  Garanta já seu ingresso através do www.diskingressos.com.br, Call-center: 41 33150808, quiosques dos shoppings Mueller, Palladium, Estação e São José.

Mais sobre Taís Alvarenga

Em “Coração Só”, primeiro álbum da cantora, compositora e pianista carioca Taís Alvarenga, lançado em março deste ano, tem a narrativa construída como um roteiro de filme de amor. Nada a ver com as comédias românticas das sessões da tarde. A narrativa sobe e desce na doideira das relações amorosas bem mais reais, com suas gangorras, suas montanhas e seus precipícios. Cheios de grandeza mas também de arestas e espinhos, dores e frustrações. A coerência dos fatos está garantida, já que a própria autora viveu pessoalmente todos eles. Ou quase todos. E não quis aliviar nas tintas ao transformá-los em lindas canções.

Taís Alvarenga não nasceu em uma família de músicos. Mas passou boa parte da infância na igreja, o que fez com que sua musicalidade se desenvolvesse logo cedo. Aos 6 anos, já se acompanhava ao piano. Aos 7, fez sua estreia em público, na igreja. Começou a estudar o instrumento aos 8 e, um ano depois, escreveu a primeira canção. Os primeiros anos foram intensos. Fez uma pausa no comecinho da adolescência, quando deixou cantar em público, e se manteve reclusa até os 16 anos. Na volta, cantou e tocou em bandas e descobriu o teatro musical. Tinha 18 anos quando entrou para a trupe de Oswaldo Montenegro, integrando elencos de três peças. Ali, aprendeu também a lidar com produção e assistência de direção. Em 2007, ganhou uma bolsa para estudar na Berklee College of Music, em Boston, Estados Unidos. Tocou com artistas do mundo inteiro e percorreu o circuito de festivais daquele país. Até se formar em Trilha pra Filme. E voltar ao Brasil.

“Coração Só” reflete o amadurecimento conquistado nesse percurso.

Publicidade