Destaques Beach Tennis: o esporte da moda no Paraná

Beach Tennis: o esporte da moda no Paraná

Fácil de jogar, a modalidade é uma das que mais cresce no Brasil e já atinge mais de 500 mil pessoas em todo o mundo.

-

Um esporte com a cara do Brasil, mas que foi criado em Ravena, na Itália (1987), e mistura os elementos do tênis, vôlei de praia e badminton. Este é o Beach Tennis, modalidade esportiva que este ano completa 10 anos no país.

O Beach Tennis chegou ao país em 2008, no Rio de Janeiro, e vem crescendo exponencialmente em todo o mundo. Segundo a ITF, em todos os continentes, atingindo mais de 500 mil pessoas. Por aqui, o esporte é regulado pela Confederação Brasileira de Tênis (CBT) e, no Paraná, pela Federação Paranaense de Tênis (FPT).

O Beach Tennis é um esporte popular porque é fácil de se jogar e proporciona muita diversão a quem pratica. Quem nunca brincou de jogos de rebatida, como bets ou frescobol na praia? O sucesso do Beach Tennis (em cidades litorâneas ou não) deve-se também por ser uma excelente opção para quem quer melhorar o condicionamento físico e cuidar da saúde, além de não ser muito caro e não precisar de muitos equipamentos a não ser pelas marcações da quadra, uma rede, bola e raquete.

Segundo dados da FPT de março de 2018, cerca de 300 atletas participam com regularidade de torneios oficiais no Paraná. Em todo o Estado, são 3 clubes e academias exclusivos à prática de Beach Tennis, e outros 16 que compartilham as suas quadras de tênis com o beach.

Entre dezenas de clubes e academias, um dos locais exclusivos para a prática da modalidade é a Arena Go Beach, em Maringá. Criada em abril do ano passado, o local já foi sede de dezenas de torneios oficiais e é uma referência do esporte em todo o país. Por lá passam cerca de 70 praticantes por dia. O proprietário Rubinho Storto, um dos pioneiros do beach em Maringá, considera a modalidade como o esporte da moda no Paraná.

“Não só no interior, mas em todo o Paraná o Beach Tennis é um esporte em ascensão e um dos que mais cresce no Brasil. Tenho viajado muito acompanhando e posso afirmar isso sem dúvida nenhuma. Acho que hoje é o esporte da moda no Paraná, com certeza. A Arena é focada no Beach Tennis e temos uma procura muito grande de pessoas querendo jogar, o que é muito bom. E não é só aqui, isso também acontece em Curitiba, Guaratuba, Rolândia, Paranavaí, Umuarama, Londrina. Junto com o Marco Roza somos os precursores da modalidade aqui na região e cremos que ainda podemos crescer muito mais”, afirma Rubinho.

AMBIENTE DESCONTRAÍDO

O primeiro torneio oficial, valendo pontos para o ranking paranaense de Beach Tennis, aconteceu em janeiro de 2015 na Academia Ecoplay, de Maringá, torneio FPT 1000 chamado de “1ª Copa EJA Esportes”, contando com a presença de 170 atletas inscritos. Hoje, a FPT organiza torneios de Beach Tennis em todas as regiões do Estado e até torneios interclubes, reunindo as principais equipes e atletas do Paraná. Para o presidente da FPT, Silvio de Souza, os atletas federados podem esperar muita coisa boa ao longo da temporada.

“O Beach Tennis é um esporte praticado num ambiente familiar e jogado entre amigos. As pessoas não precisam ter muito conhecimento técnico para jogar. É um esporte ao ar livre que permite o contato com a areia, e o clima de descontração é muito gostoso. Nesta temporada, os atletas podem esperar da FPT muitos eventos de qualidade. Temos um calendário recheado com circuitos internos, estaduais e interclubes. Com a subida de nível dos atletas, principalmente após os cursos de capacitação que organizamos, as categorias estão cada vez mais duras. No último ano, investimos 1200 horas de trabalho em TI somente para melhorar o sistema do beach tennis, e isso já dá uma mostra do nosso comprometimento com a modalidade”, explica Silvio.

Crianças, jovens, adultos e idosos podem jogar a modalidade. Nos torneios da FPT existem categorias que atendem a todas as idades e nível dos atletas. Ainda em começo de carreira, o jovem Eduardo Bruel, que joga pelo Clube Curitibano e tem 16 anos de idade, já disputa os torneios na categoria B (intermediária). Segundo ele, a intenção é continuar evoluindo nesta categoria, mas com a ideia de até o fim do ano subir para uma mais graduada.

“Conheci o esporte através dos meus pais (Wagner e Ana Bruel) porque sempre os acompanho nos torneios. Em setembro do ano passado tomei gosto pelo esporte e comecei a fazer aulas com o treinador Antonio Wille. Então passei a disputar os primeiros torneios, mas na primeira ou segunda rodada eu já era eliminado. Até que venci dois campeonatos de mistas e simples, e consegui ter um rendimento melhor por causa do treinamento. Até o fim do ano quero disputar mais torneios e ganhar alguns campeonatos na B e, quem sabe, até o fim do ano subir para a A. Estou no segundo ano da escola e tenho que aprender a separar os estudos dos jogos, senão quero jogar todo dia e aí não dá certo na escola”, afirma Dudu.

Na próxima matéria especial sobre o Beach Tennis traremos um roteiro completo de onde praticar a modalidade no Paraná e, também, algumas dicas fundamentais para se dar bem no jogo.

HISTÓRIA DO BEACH TENNIS

O beach tennis foi criado em meados de 1987 na província de Ravena, na Itália. Em 1996 o esporte começou a se profissionalizar. Segundo a ITF ele é praticado por mais de 500 mil pessoas espalhadas em todos os continentes, independentemente de sexo e idade.

A modalidade chegou ao Brasil em 2008, no Rio de Janeiro. Desde então, o beach tennis vem crescendo rapidamente para outras cidades litorâneas brasileiras. Ganhou popularidade, inclusive, nas cidades não praianas, como Belo Horizonte, Brasília e Curitiba.

Apesar do esporte ser relativamente novo no Brasil (neste ano completa dez anos), o país já conseguiu resultados significativos como o terceiro lugar no Campeonato Mundial em Ravenna (2008), o primeiro lugar na Copa das Nações em Aruba (2010), campeão no mundial por equipes (2013), campeão mundiais na Cervia (2016), campeão Sul-Americano (2014) e campeão Pan-Americano (2014, 2015, 2016 e 2017). Em 2017 foi realizado o maior evento de beach tennis no mundo, em Niterói, que contou com a participação de 700 atletas.

O primeiro torneio de beach tennis realizado no Brasil foi na cidade de Florianópolis em dezembro de 2010, com 36 tenistas inscritos. Na semana seguinte o Rio de Janeiro foi sede do segundo campeonato em solo brasileiro. Em 2011 ocorreram oito competições, em 2012 nove, 2013 nove, 2014 dez, 2015 vinte e um, em 2016 dezessete e, até meados de 2017, foram quatorze torneios.

REGRAS E REGULAMENTO

O Beach Tennis é divertido e fácil de jogar. As regras básicas estão citadas abaixo, juntamente com as regras da ITF (Internacional Tennis Federation) e da CBT (Confederação Brasileira de Tênis).

QUADRA – tamanho similar ao Vôlei de Praia, 16m de comprimento x 8m de largura.
SUPERFÍCIE – areia
REDE – altura da rede é de 1.70m.

EQUIPAMENTO – raquetes (máximo 50cm de comprimento, 26cm de largura e 3,8cm de espessura) de madeira especiais tipo paddle e bolas “soft” (baixa pressão) a exemplo de bolas para crianças do “play and stay”.

PONTUAÇÃO – mesma contagem do Tênis porém com regra “no ad”, apenas um serviço e sem let no serviço.

O JOGO – jogado geralmente em duplas, porém pode ser jogado em simples em uma quadra menor. Saque por baixo também é permitido e qualquer jogador pode receber o saque. Ganha o ponto quando a bola bate na quadra adversária ou quando o adversário joga fora ou na rede.

FONTES:

http://cbt-tenis.com.br/beachtenis.php?cod=5http://cbt-tenis.com.br/beachtenis.php?cod=4https://www.vavel.com/br/tenis/2018/03/01/886456-conheca-o-beach-tennis-a-mistura-do-tnis-com-vlei-de-praia.html

Programa Tênis Paraná: www.youtube.com/programatenisparana
Instagram: @programatenisparana

ViaFPT
Rafael Pignatarohttps://www.cadernoinformativo.com.br
Produtor de conteúdo | Repórter | Jornalista |Marketing | Idealizador do Portal Caderno Informativo | Empreendedor na RP Comunicação Integrada |

Últimas publicações

Após estreia como profissional, Biel mira sequência pelo Coritiba: “Trabalhar muito”

Promessa das categorias de base do Coritiba, Biel vive um momento especial na carreira. Aos 18 anos,...

Pandemia faz Copa Shell HB20e GT Sprint Race remanejarem seus calendários

Por conta do agravamento da pandemia do coronavírus nas últimas semanas no Brasil e das providências que...

Alfredinho Ibiapina é campeão da 1ª etapa da Copa SPR Light de Kart com 100% de aproveitamento

Foto: Eni Alves A etapa de abertura da Copa SPR Light de Kart,...

CBF realiza sorteio da Copa do Brasil

A Confederação Brasileira de Futebol realizou na tarde desta terça-feira (2) o sorteio para os confrontos da...

Cianorte vence o Athletico na largada do estadual 2021

Começou neste sábado (27) a disputa do Campeonato Paranaense. Defendendo o tricampeonato, buscando o quarto título consecutivo,...

Athletico bate o Sport no encerramento do Brasileirão

Jogando pela última rodada da Série A 2020 o Athletico venceu o Sport Recife por 2 a...

Mais destaques do esporte

CBF realiza sorteio da Copa do Brasil

A Confederação Brasileira de Futebol realizou na...

Furacão fica com o vice-campeonato brasileiro

O Athletico conquistou nesse domingo (24) o...

Você também pode gostarRelacionadas
Recomendado para você

WhatsApp chat