Automobilismo Equipes locais abandonam as "6 Horas de Curitiba"

Equipes locais abandonam as “6 Horas de Curitiba”

-

O sábado (21/12) foi de muito trabalho e velocidade no Autódromo Internacional de Curitiba, durante a oitava e última etapa da Império Endurance Brasil 2019, com as “6 Horas de Curitiba”. A vitória foi da dupla paulista Chico Longo/Daniel Serra, com a Ferrari 488, na categoria GT3 e na Geral, completando as 233 voltas da prova no tempo de 6h00min51s227. Em segundo lugar ficou a dupla Guilherme Figueiroa/Júlio Campos (Mercedes-AMG – GT3), a 19s569, seguida de Marcel Visconde/Ricardo Maurício (Porsche 911 – GT3), a uma volta, e, Xandy Negrão/Xandinho Negrão (Mercedes-AMG GT3), a uma volta.

Foto: Rodrigo Ruiz

Mesmo largando da penúltima posição do grid, o início de prova foi bom para o Team Ginetta Brasil, que com o trio Wagner Ebrahim/Pedro Aguiar/Fábio Ebrahim superou os problemas da sexta-feira e na primeira volta completou na 14.ª posição. Com o Ginetta G57 rendendo bem, Fábio Ebrahim foi ganhando posições, mas quando era o décimo colocado, seu carro perdeu velocidade e parou na pista, sendo rebocado para os boxes. A equipe constatou que um cabo de vela estava solto. De volta à pista. Fábio voltou a acelerar forte, mas com 11 voltas um novo problema técnico os fez abandonar a corrida. “Infelizmente não era para ser mesmo. Tivemos problemas desde a quinta-feira com a correia do motor. Com isso solucionado na sexta-feira, durante a corrida um cabo de vela e uma mangueira de combustível nos fez abandonar. Para nós, a temporada começa no dia seis de janeiro, com a preparação para a temporada 2020, onde queremos brigar pelas vitórias”, declarou Fábio Ebrahim (Construtora Álvaro Aguiar/Motul/Valorem/GT Shine/Yokohama).

E a dupla curitibana Jair Bana/Duda Bana (Pirelli/Bana Pneus), com o Protótipo Predador, largou da 11.ª posição do grid e começou a imprimir bom ritmo de corrida. Na primeira tocada, Jair Bana completou a primeira hora de prova em 11.º lugar, chegou a estar em quarto lugar na Geral, durante a primeira janela de troca de pilotos. No seu retorno à pista, chegou a recuperar a 11.ª posição, mas acabou soltando a carenagem do carro na Curva da Vitória, ocasionando uma saída de pista e a entrada do Safety Car. Novamente aos boxes, a equipe trabalhou rápido para devolver o Predador à pista.  Com isso, Duda Bana voltou a imprimir ritmo forte de corrida, em busca das primeiras posições da categoria P2. Vinha realizando um bom trabalho até a volta 109, quando o seu carro começou a perder pressão do óleo e a equipe abandonou definitivamente a corrida. “Vínhamos numa boa tocada nas Seis Horas de Curitiba, mas por duas vezes tivemos problemas, que atrapalharam o nosso desempenho. Mas fazer o que, as quebras fazem parte das corridas. O importante é que todos na equipe fizeram um bom trabalho o que possibilitou uma boa participação enquanto estivemos na pista. Agora é aproveitar a folga de Natal e Ano Novo, agradecer pelo ano de muito trabalho e saúde para todos nós. E em 2020 voltamos às disputas da Endurance”, concluiu Jair Bana (Pirelli/Bana Pneus).

Confira as fotos da nossa cobertura clicando aqui

– Grid de largada –

Os quinze primeiros colocados após 233 voltas foram: 1.º) Chico Longo/Daniel Serra (GT3 – Ferrari 488), 233 voltas em 6h00min51s227; 2.º) Guilherme Figueiroa/Júlio Campos (GT3 – Mercedes-AMG), a 19s569; 3.º) Marcel Visconde/Ricardo Maurício (GT3 – Porsche 911), a uma volta; 4.º) Xandy Negrão/Xandinho Negrão (GT3 – Mercedes-AMG), a uma volta; 5.º) Sérgio Ribas/Guilherme Ribas/Alan Hellmeister (GT3L – Aston Martin), a quatro voltas; 6.º) Ricardo Mesdes/Tom Filho/João Gonçalves (GT3L – Ferrari 458), a cinco voltas; 7.º) Jindra Kraucher/Aldo Piedade Jr (P2 – Sigma), a 10 voltas; 8.º) Nilson Ribeiro/José Ribeiro (P1 – AJR), a 12 voltas; 9.º) Carlos Antunes/Yuri Antunes (P3 – MRX), a 16 voltas; 10.º) Mário Marcondes/Ricardo Haag (P3 – MRX), a 19 voltas; 11.º) Emílio Padron/Márcio Vianna/Vitor Gens (P1 – AJR), a 26 voltas; 12.º) Arthur Caleffi/Rodrigo Lemke/Júlio Martini (GT3L – Lamborghini), a 27 voltas; 13.º) Renato Braga/Renan Braga (GT4 – Ginetta), a 30 voltas; 14.º) Júnior Victorete/Marcelo Karan/Tuca Antoniazi (GT4L – Audi), a 32 voltas; e 15.º) Leandro Ferrari/Flávio Abrunhoza/André Auler (GT4 – Mercedes-AMG), a 32 voltas.

Últimas publicações

Athletico vence a primeira sob comando de Dorival Junior

Visando a disputa da Taça Libertadores da América, querendo pegar ritmo de jogo, o Athletico entrou...

Paraná Clube dá vexame e perde para o PSTC

Diante do pior time da competição o Paraná Clube entrou em campo na tarde deste sábado (22) e...

Que tal visitar museus sem sair de casa?

Se você já foi em um museu com obras do gênero natureza-morta, talvez tenha se perguntado: “Afinal,...

Coxa vence o Cianorte e assume liderança provisória

Abrindo a oitava rodada do Campeonato Paranaense o Coritiba entrou em campo para enfrentar o Cianorte. Com muita...

Brasil vence o Uruguai na abertura das Eliminatórias da AmeriCup

A noite desta sexta-feira (21) foi especial para São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba. A cidade...

Thiago Wild faz grande jogo, mas se despede do Rio Open

Contando com o apoio da torcida o paranaense Thiago Wild fez uma grande partida diante do croata Borna...

Mais destaques do esporte

Você também pode gostarRelacionadas
Recomendado para você

Fale conosco